Censo mostra que 12,5% dos brasileiros mora em condomínios

     Uma revelação significativa para síndicos e gestores de condomínios: o Censo 2022 mostrou que cada vez mais brasileiros mora em condomínios, com 13,3 milhões dos endereços residenciais nesse formato, o que corresponde a um em cada oito endereços no país. Esses dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sexta-feira, 15.

     O Cadastro Nacional de Endereços para Fins Estatísticos (CNEFE), que contabilizou um total de 106,8 milhões de endereços em todo o país, registrou um aumento de 19,5% em relação ao Censo anterior. Desde sua criação em 2005, o CNEFE tem sido uma ferramenta crucial para padronizar e atualizar os registros de endereços no Brasil. Desde o último Censo, em 2010, houve a inclusão de 34 milhões de novos endereços e a exclusão de 16,5 milhões da base antiga.

    A grande maioria dos endereços, 90,6 milhões, refere-se a domicílios particulares. Além disso, o CNEFE catalogou 4 milhões de estabelecimentos agropecuários, 579 mil instituições religiosas, 264 mil instituições de ensino e 247 mil estabelecimentos de saúde.

     Interessante notar que, embora os condomínios estejam em alta, as casas ainda são maioria no Brasil, com 14,7 milhões, superando os 13,5 milhões de apartamentos. Durante a coleta de dados do Censo 2022, foi registrado que o país tinha 3,5 milhões de edificações em construção ou reforma, das quais 605,2 mil estavam no estado de São Paulo.

      Esses dados destacam a importância crescente dos condomínios no cenário urbano brasileiro e oferecem uma perspectiva valiosa para síndicos e administradores que buscam entender e atender melhor as necessidades de seus moradores.

     Fonte: Condo.news

 

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de SOLICITE.

Join SOLICITE